Quem acompanha as novidades e tendências em beleza e saúde da pele já deve ter ouvido falar das águas termais. Sites e revistas que tratam desse universo apontam o produto como a última palavra em dermocosméticos – aqueles com ativos farmacológicos que agem nas camadas mais profundas da pele, produzindo melhora de dentro para fora.

Embora seja essencialmente água, existem (ótimos) motivos para elas estarem nos balcões das lojas de cosméticos em vez de nas prateleiras de bebidas – e até por isso seus valores se mostram no mesmo patamar do que o de outros produtos de beleza. Elas não têm nada a ver com a água mineral de beber e não a substituem plenamente quando o assunto é cuidar da pele.

A versão para uso cosmético tem uma concentração de minerais muito maior do que a engarrafada. São essas substâncias que promovem os benefícios (estéticos e terapêuticos) e que garantiram seu lugar no nécessaire – entre eles: limpar, hidratar e acalmar a pele após tratamentos dermatológicos com ácidos, por exemplo. São as altas temperatura às quais fica submetida sob o solo as responsáveis por uma composição com minerais mais estáveis e que, por isso, conseguem penetrar melhor na pele e entregar os benefícios.

Termal ou micelar?

A água micelar também reserva propriedades químicas que a diferem da água mineral “comum” e a tornam um dermocosmético. Nesse caso, no entanto, há a ação ainda das chamadas micelas, moléculas orgânicas que limpam e higienizam a pele de maneira suave. Sua composição também remove a oleosidade e ajuda a desobstruir os poros.

Ebook-home-care

Já a água termal, como dito, entra com as funções de nutrir e hidratar a pele, contribuindo também para uma maior proteção contra os efeitos da poluição. Além de um help para aumentar o brilho e a maciez aos cabelos (sim, dá para usar nas madeixas – veja nossas dicas abaixo).

E vale saber que as duas podem se complementar. Uma dica é: pela manhã, preparar a pele para receber o protetor solar e a maquiagem com água termal (reaplicando o produto ao longo do dia); à noite, usar a água micelar como um recurso extra na hora de tirar a maquiagem e limpar a pele antes de dormir.

Em casa, no escritório, na bolsa…

Separarmos algumas dicas para você incluir a água termal no seu beauty care diário

Ritual de beleza – Por conta de sua função tonificadora, a água termal pode entrar como uma alternativa de produto tanto para preparar a pele antes da maquiagem (para suavizar e facilitar a aplicação) quanto para finalizar, já que ajuda a fixar o make.

Procedimentos estéticos – Sabe aquele efeito de ressecamento que às vezes sentimos após um peeling químico? O uso da água termal em baixas temperaturas ajuda a amenizar esse desconforto. Quanto mais geladinha mais ela “acalma” a pele.

Nos cabelos – É isso mesmo: os benefícios não se restringem apenas à pele. Dias de sol passados na praia ou na piscina podem terminar com esse balsamo para as madeixas, já que a água termal ajuda a remover o sal e o cloro dos fios.

Companheira de bolsa – Tenha um frasco com você se for passar muitas horas em ambientes com ar condicionado – esse tipo de refrigeração pode ressecar a pele, e a água termal ajuda a manter a hidratação.

Sem irritação – Aqui, a ação é de alívio para a pele que passou por uma sessão de depilação – e avise para ele que o mesmo vale para o pós-barbear.