destaque_estetica_fiocontornoTratamentos para a Face

As rugas faciais aparecem quando o colágeno e as fibras de elastina começam a deteriorar-se. Ainda que este seja um processo natural, é também resultado da exposição ao sol sem a devida proteção, do hábito de fumar, da má alimentação, entre outros fatores.

Veja o que podemos fazer para rejuvenescer sua pele e refrescar sua imagem. Nosso objetivo é sempre evitar resultados exagerados ou antinaturais, buscando atenuar os efeitos da passagem do tempo, melhorando aspecto e a harmonia facial, sem alterar a expressão do seu rosto.

Toxina Botulínica

Depois de uma análise adequada da anatomia facial, aplica-se a injeção de toxina botulínica estrategicamente no músculo responsável pela linha ou ruga de expressão. O efeito é relaxante e dá ao rosto uma aparência mais descansada, rejuvenescida e agradável. O resultado será apreciado a partir de 48 a 72 horas e dura em média 5 meses.

Preenchedores injetáveis:

. Ácido Hialurônico

Há mais de 30 anos os preenchedores injetáveis são usados para repor o colágeno perdido e melhorar a aparência da face. Existem diversos produtos no mercado que servem para este procedimento e o mais usado é o Ácido Hilaruônico, que é introduzido na derme para corrigir linhas de expressão, rugas e sulcos. Pode ser usado com excelente resultado para dar volume aos lábios e bochechas, promover um efeito lifting o rosto, assim como rejuvenescer as mãos e melhorar as cicatrizes de acne.

A técnica de aplicação deve ser criteriosa e individualizada, respeitando as características anatômicas da face e buscando resultados naturais.

. Ácido Poli-Lático

Considerado um dos melhores estimuladores de colágeno sem causar grandes volumes à face, o ácido poli-lático (Sculptra®) promove resultados excelentes quando bem indicado e aplicado com técnica adequada. Também pode ser aplicado em outras áreas do corpo.

. Hidroxiapatita de cálcio

Produto composto por ácido hialurônico e partículas de cálcio. Os resultados são excelentes, especialmente no rejuvenescimento das mãos e perdas visíveis de volume facial. Mais uma vez, é preciso que o preenchimento seja feito com técnica apurada e indicação precisa.

Fotorrejuvenescimento

Ao longo do tempo, os efeitos do sol, da poluição e do stress são refletidos na pele. Os recursos de fotorrejuvenescimento foram criados para combater esses danos e harmonizar o tônus da pele. O procedimento é realizado com equipamentos de luz pulsada intensa, que emitem feixes de luz cuja energia remove as manchas, diminui os vasos indesejados na pele e estimula a produção de colágeno superficial, além de suavizar as rugas e aumentar o tônus cutâneo.

Outra alternativa são os equipamentos de laser fracionados ablativos e não ablativos, que priorizam o estímulo do colágeno numa profundidade maior, e também melhoram as manchas e diminuem os vasos. Uma avaliação completa e global é muito importante para a indicação correta do aparelho.

Terapia Fotodinâmica (PDT) e Luz de LED

Esta técnica é realizada em conjunto com uma solução tópica que faz com que as células fiquem mais sensíveis à luz de LED vermelha aplicada. Assim, podemos tratar danos causados pela exposição ao sol, eliminar lesões pré cancerígenas e alguns tumores malignos. A Luz de LED também poder ser usada para lesões benignas e melhora o quadro de acne.

Depilação a Laser

A cada sessão de laserterapia, ocorre a destruição de um percentual de pelos na região da aplicação: a luz emitida é absorvida pela melanina do pelo, que se queima com o calor produzido até a raiz. O número de aplicações necessárias para alcançar os resultados desejados varia de acordo com a etnia, área a ser tratada, densidade de pelos e outros fatores, como idade e metabolismo.

A avaliação feita pelo médico dermatologista é essencial e a escolha e aplicação do laser obedece a diversos critérios técnicos para definir a quantidade de luz que será emitida. O laser adequado, os parâmetros e, principalmente, a técnica de aplicação dependem do tipo de pele, da cor e da área a ser tratada, de forma que o sucesso pode ser obtido em peles de quaisquer etnias. Leia mais sobre tratamento a laser em peles negras aqui.

Laser Fracionado Ablativo

As indicações são várias – flacidez, rugas, olheiras, estrias, manchas e cicatrizes de acne, rejuvenescimento facial e corporal (colo, pescoço, mãos) e cicatrizes hipertróficas. Os raios laser (CO2 ou Erbium) aquecem todas as camadas da pele, provocando a retirada (ablação) da epiderme em micro pontos, tendo a água como alvo. Assim, a pele se contrai e temos o estímulo do colágeno, o que diminui a flacidez e melhora sensivelmente a qualidade e o aspecto da pele.

Esta técnica, que exige profundo conhecimento e prática, pode ser aplicada em qualquer parte do corpo.

Laser Fracionado Não Ablativo

Uma grande alternativa, com a mesma eficácia em mais sessões. As indicações de uso destes lasers são praticamente as mesmas do Laser Fracionado Ablativo, mas neste caso a epiderme (pele mais superficial) não é removida – portanto, o tempo de recuperação após o tratamento é menor. Pode haver algum edema (inchaço) leve ao redor dos olhos, o que se resolve geralmente em poucos dias, assim como o eritema (vermelhidão) no pós procedimento. O uso de protetores com tonalizantes ou base de maquiagem minimiza esses efeitos e os pacientes podem voltar rapidamente à rotina diária.

Microagulhamento

Este é também um procedimento ablativo, porém mecânico, na pele (não remove a epiderme, mas a perfura), que utiliza micro agulhas com o objetivo de estimular e remodelar o colágeno. Ele pode ser leve, moderado ou profundo, portanto, quando bem avaliado e indicado, pode-se dosar o microagulhamento para as diversas finalidades – desde a melhora do brilho da pele até a suavização de rugas profundas e cicatrizes. Quando recuperada, a pele está visivelmente com mais brilho, mais viçosa e jovem.

O procedimento de ablação mecânica pode ter um tempo de recuperação da pele mais curto, dependendo da indicação e finalidade do tratamento. Os resultados são excelentes!

Peelings

Peelings químicos atuam de várias formas e podem ser classificados em superficiais, médios e profundos. Podem ser feitos com diferentes recursos: ácido retinóico, ácido salicílico, Jessner, ácido tricloracético, ácido kójico, ácido mandélico, entre outros.

Os peelings mais superficiais fazem a descamação e retiram a camada morta de pele superior. Além de melhorar os poros e o brilho da pele, promovem melhor penetrabilidade dos cremes e produtos.

Os peelings médios e profundos são alternativas excelentes para o estímulo e a produção de colágeno, atenuando rugas, melhorando a textura, o brilho e a coloração global da pele. Também atenuam manchas e corrigem cicatrizes de acne.

 
 

Relacionados