Essa história não é nova. A cantora americana Alicia Keys surpreendeu todo mundo ao afirmar, em 2016, que nunca mais usaria maquiagem. Desde então, vem desfilando nos tapetes vermelhos e eventos de celebridades com a cara limpa – e uma pele incrível.

Na época, a artista afirmou que sua principal intenção era abandonar o conceito de “perfeição”. “Não é real e é uma palavra que nos destrói. Só quando eu conseguir ensinar a mim mesma que não existe perfeição, e que eu tenho meus próprios problemas, e que vou me tornar bonita”.

Em março de 2018, foi a também cantora Christina Aguilera quem “causou” na imprensa e redes sociais ao estampar a capa da Revista Paper sem nem um batonzinho. “Estou num local onde há um sentimento libertador em poder despir tudo e apreciar quem você é e sua beleza crua”, declarou na ocasião.

Ok. Divas pop parecem poder fazer tudo o que quiserem – e também não há nada de errado com as infinitas possibilidades da maquiagem (a gente ama!). Mas, se pararmos para pensar, existe uma mensagem bastante positiva por trás dessas atitudes: são as nossas características e traços (pessoais e intransferíveis) que revelam nossa verdadeira beleza.

Um conceito que, inclusive, ultrapassa as lentes dos paparazzi e chega até a própria dermatologia cosmética: a busca pela naturalidade e pela harmonia nos resultados, em qualquer tratamento estético. Esse é um dos pontos mais importantes para a Clínica Luciana Maluf.

Ebook-home-care

São muitas as expectativas – e o principal objetivo é sempre atende-las – e são muitos os procedimentos também (e que bom!). Mas o exagero nunca é bem-vindo, principalmente no seu rosto. “Uma das coisas que me deixa mais feliz no consultório é chegar ao resultado que o paciente quer da maneira mais natural possível”, diz a Dra. Luciana Maluf.

Vamos às dicas!

“As mulheres estão optando por menos maquiagem. É mais uma make pra embelezar o que já tem de bonito do que uma make transformista, menos é mais”, disse maquiadora Daiane Citolin, em matéria da Revista Donna sobre o tema.

Já não bastasse o aspecto libertador (e prático), a onda da maquiagem mais sutil é também uma ótima oportunidade para prestar mais atenção à própria pele. Em vez de disfarçar, o melhor investimento é tratar e cuidar da saúde e da beleza da pele. O mercado já entendeu esse recado e tem lançado linhas de make e skin care pensando especialmente nesse público que quer o rosto e o corpo não apenas bonitos, mas também saudáveis.

Reunimos algumas dicas que têm girado por blogs, publicações e sites de beleza, e que apontam para essa tendência. Chega de maquiagem para esconder. O grande “truque” agora é revelar uma beleza que é única: a sua.

Experimente uma base de textura leve – Se a ideia é contar com uma ajudinha para uniformizar a textura da pele – sem esconder particularidades (como sardas, por exemplo) –, aposte em fórmulas leves, em vez das versões com alta cobertura. Para peles oleosas, seguem valendo os produtos com efeito mate, mas que aliem também um acabamento natural. Confira nossa matéria sobre como deixar a base o mais natural possível.

Ou vá de BB ou CC Cream – Eles podem substituir a base, já que seu efeito já é naturalmente mais leve. Boa pedida para o dia a dia, o BB Cream é mais indicado para aquela pele madura e mais ressecada e sensível; já o CC Cream, é mais usado para peles oleosas, ajudando a suavizar os poros. E existem as versões com fator de proteção solar. Mas consulte seu médico antes de substituir seu protetor, ok?

Pode iluminar também – Os iluminadores estão com tudo. Mesmo (e talvez principalmente) nesse contexto de “menos é mais”. Eles conseguem um glow natural e saudável, sem deixar o resultado pesado. Têmporas, alto das sobrancelhas, cantinho interno dos olhos e arco do cupido (acima dos lábios) estão entre as regiões que podem receber pequenas quantidades do produto, dando leve batidinhas com a ponta dos dedos.

Um tantinho a mais de cor? – Não precisa (mesmo!) abandonar o blush. A ideia é só não exagerar na intensidade. Escolha um que não tenha brilho e que possua uma tonalidade capaz de dar aquele efeito ruborizado. Com um pincel grande e redondo, aplique-o nas maçãs do rosto – o toque deve ser leve, como se estivesse “varrendo” a pele.

Batom cor de boca – Para os dias em que a ideia for parecer que você nem usou batom, vá de nude. Mas lembre-se de manter os lábios bem hidratados, principalmente se você for fã do acabamento mate. Dica legal para variar: invista nos baby lips, que têm pigmentos suaves de cor e, ao mesmo tempo, hidratam.

Falando em nude… – Os cosméticos “cor da sua pele” – e a gente não cansa de celebrar que cada vez mais tons estão disponíveis no mercado – têm tudo a ver com essa pegada natural no make. Aplique-os sobre uma pele adequadamente limpa e devidamente hidrata e vá arrasar por aí!

Alongue sem volume – Cílios em destaque e sem pesar no make são conquistados com um efeito que mais alonga do que cria volume. Faça um zigue-zague com o aplicador, o que garante uma entrega uniforme da máscara sobre os pelos.

Corretivo pode ser opcional – Uma das regiões que mais pedem esse tipo de produto é sob os olhos, para esconder olheiras. Claro que vale seguir contando com ele em dias críticos, mas que tal investir em procedimentos que amenizam essa hiperpigmentação?Além da beleza, essa escolha também vai garantir a saúde da pele. Saiba mais sobre olheiras (causas e tratamentos) aqui.

Antes da maquiagem, depois e sempre: cuide bem da sua pele

Começamos falando que a maior tendência em maquiagem é uma pele bonita e saudável. Aquela que recebe a maquiagem como opção, não necessidade. E para isso, nada substitui um home care atencioso. Igualmente simples – lavar, hidratar e proteger –, mas constante. Então, vale sempre ressaltar:

Nunca deixe de lavar o rosto – Com sabonetes específicos para a região e mesmo depois do demaquilante. Dica: a água fria revitaliza a pele e fecha os poros.

Hidrate diariamente – Além de repor a umidade e os nutrientes, a hidratação também ajuda a regular o seu tipo de pele. Por isso, encontre o produto certo para você – peça ajuda a seu dermatologista – e inclua essa etapa em sua rotina de cuidados definitivamente. Há versões indicadas para o rosto e para o corpo, e até a apresentação da fórmula pode ser controlada: a pele oleosa recebe muito bem os séruns, que tem textura leve e penetram fácil; já as secas funcionam bem com as opções em creme, que são mais densas.

Proteja-se do sol – Não, não vamos cansar de dar essa dica: a fotoproteção é um dos cuidados mais básicos – e importantes – que se pode ter com a saúde da pele. Não existe pele saudável que se exponha, sem proteção, aos raios UV.