‘Coisa de Homem’

Em relação à pele feminina, a pele masculina tem variações anatômicas diversas das estruturas e um comportamento diferente, já que não sofre influência do ciclo hormonal da mulher. E também reage de forma diferente às intempéries do tempo, do clima e dos hábitos de vida – sem esquecer a constituição genética. Atualmente, é consenso de que uma boa aparência, que eleva a autoconfiança, não é mais um privilégio feminino. É ‘coisa de homem’ também.

teste
Os homens descobriram os benefícios que os procedimentos dermatológicos não invasivos podem trazer para uma autoestima elevada, pois são perfeitamente adequados à vida agitada deles: são rápidos, não exigem grande tempo de recuperação e os resultados são altamente satisfatórios. Para eles, alguns ajustes nos procedimentos precisam ser realizados, em respeito às características da pele, dos cabelos e da anatomia masculina.

Além de fatores hormonais, algumas outras diferenças nas características da pele masculina:

  • A pele do homem é mais grossa, tem poros mais largos, menos gordura subcutânea e gera mais suor e quatro vezes mais sebo/gordura que a pele feminina.
  • A presença de pelos faciais dá um suporte estrutural e contribui para algumas rugas na região da barba.
  • Cabelos curtos (que expõem as orelhas), carecas, ocupações e hobbies ao ar livre expõem a pele dos homens mais frequentemente às radiações ultravioletas, o mais importante fator de risco para câncer de pele e envelhecimento precoce. De fato, homens tem maior incidência de melanoma, o mais mortal dos canceres de pele.
  • A pele masculina também tem uma grande sensibilidade à imunossupressão induzida por raios ultravioleta, o que também contribui para o risco de câncer de pele e algumas infecções, como o herpes.
  • A estrutura óssea da face masculina é mais forte e proeminente.
  • Homens naturalmente tem menos gordura subcutânea, o que diminui com o avanço da idade, fazendo com eles tenham uma aparência mais ‘flácida’ e ‘enrugada’.

 

Relacionados