Os truques para deixar a base mais natural possível

Foto: Manu Camargo, Unplash

Entre os aliados de uma maquiagem incrível, a base – como o próprio nome adianta – surge como primeiro passo imprescindível. Por isso, é preciso estar atenta para não cometer certos erros e comprometer todo o make. A boa notícia é que existem dicas simples que ajudam a garantir o objetivo mais desejado: um look natural.

Preparação – É uma fase superimportante para que a base fique perfeita. Se a pele estiver desidratada, por exemplo, ela vai sugar a umidade do produto, o que pode deixar a textura craquelada e com um aspecto artificial. Aplique um hidratante (adequado para sua pele!) massageando o rosto. E lembre-se de esperar os produtos da preparação assentarem para depois começar a maquiagem propriamente dita.

Corretivo deve vir antes – A base serve para uniformizar a pele, já o corretivo para cobrir as imperfeições. A questão é que, ao passar o corretivo depois da base, você vai precisar de mais produto para compensar a cor – e isso afeta o resultado. Aplique-o antes, num tom aproximado ao da base. Assim você garante que a cor em toda a face será uniforme.

Sim, o blush pode vir primeiro, desde que… – Acredite: passar o blush antes da base é uma forma de deixar o seu rosto com aquele ar de saúde, como se a tonalidade rosada fosse natural. O truque, porém, só funciona se você investir numa versão em creme. Blush em pó sob base líquida é certeza de desastre.

O modo de aplicar faz toda diferença – Parece mais prático colocar nas mãos a quantidade de base que achar suficiente e depois espalhar no rosto. Mas a verdade é que, na maioria das vezes, esse “suficiente” é muito mais do que você precisa. Opte por aplicar algumas gotas no rosto e depois espalhe com uma esponja úmida ou um pincel (levemente úmido também).

Misturar tons – No verão, como a pele tende a ficar mais bronzeada, a dica é adicionar 1 ou 2 gotas de uma base mais escura ao tom que costuma usar, e ir testando em seu rosto, a mistura que “desaparecer” na pele é o tom correto. No inverno, o procedimento é o mesmo: adicione 1 ou 2 gotas de base mais clara a seu tom e teste no rosto, o que desaparecer é o correto.

Finalização – Depois que aplicou a base no rosto, não esqueça de finalizar as áreas “problemáticas”, como a zona T. Uma boa dica aqui é, antes de se maquiar, usar um produto redutor de poros abertos na zona T e, após, usar um pó translúcido – de preferência compacto e não em pó (faz menos sujeira e a chance de exagerar na dose é menor) -, pressionando-o levemente nessas regiões. E para finalizar, tenha em mente: qualquer que seja o método, truque ou versão do produto, quanto menos base você colocar, mais natural o efeito.

Os erros mais comuns

Por mais que você procure e teste diferentes produtos, ainda existem alguns errinhos que comprometem o make.

Testar a base na luz errada – A dica é: teste a base na pele e, após 15 minutos, vá para a luz natural ver como ela fica de verdade. A base tende a oxidar com o calor da pele depois de alguns minutos.

Textura inadequada – Se você tem a pele seca, por exemplo, uma base matte fará a sua pele parecer desidratada; o contrário também é válido: se você usar um produto muito cremoso numa pele oleosa, vai entupir os poros e os cravos vão surgir. Por isso vale à pena consultar um profissional para saber exatamente qual textura é a melhor para você.

Usar um tom claro demais – Além de testar bem a cor, pense em escolher sempre um tom um pouco mais escuro do que o de sua pele.

Usar a base para parecer mais bronzeada – Prefira uma base no tom correto da sua pele e aposte em produtos complementares com efeito bronzeador para dar um ar mais saudável de sol.

Não espalhar direito – Usar os dedos pode deixar marcas no rosto e pontos manchados, onde a cor não foi corretamente aplicada. Aposte em uma esponja ou invista em um bom pincel para deixar o resultado mais uniforme e natural.

Esquecer o pescoço – É muito comum achar que a base deve ser usada apenas no rosto. Mas acredite, o rosto e o pescoço acabam ficando com duas cores diferentes. Por isso, lembre-se de espalhar a cor com uma esponja também nessa região.